Território Motorsport Rally

Rally Baja Jalapão: Rodrigo Luppi/Fausto Dallape (Território Motorsport) vencem nos UTVs

Luppi/Dallape cravam o melhor tempo entre Ponte Alta e São Félix
(Claudiney Sandro/DFotos)

Dupla largou na 11a posição e venceu a etapa deste sábado nos UTVs
(Gustavo Epifânio/DFotos)

Neste sábado, os competidores enfrentaram areião, travessias de rios e erosões
(Gustavo Epifânio/DFotos)

Edu Piano/Gabriel Dall Agnol na Especial deste sábado, no Jalapão
(Nelson Santos Jr/PhotoAction)

Quebra de caixa de transferência prejudicou a dupla Piano/Dall Agnol
(Nelson Santos Jr/PhotoAction)

Dupla cravou o melhor tempo na 2ª etapa, entre Ponte Alta e São Félix do Tocantins e sobe na classificação no acumulado. O rali termina neste domingo, em Palmas

09.06.2018  |  429 visualizações

9 de junho de 2018 – A dupla da Território Motorsport, Rodrigo Luppi/Fausto Dallape, venceu a etapa deste sábado, entre os UTVs, do 4º Rally Baja Jalapão, no Tocantins. Foram 4h32m49s para completarem a exigente Especial (trecho cronometrado) de 346 quilômetros, entre Ponte Alta e São Félix do Tocantins. Com muita estratégia e foco Luppi e Fausto, dupla do UTV #119, fizeram uma corrida de recuperação e compensaram a etapa passada (8) quando a quebra do câmbio os tirou da disputa, logo no início da Especial.

Após largar na manhã deste sábado na 11ª posição, não foi tarefa fácil, mas driblaram todos os obstáculos com garra, fizeram várias ultrapassagens até serem os mais rápidos do dia também na categoria UTV Pró Turbo. Com a vitória nesta 2ª etapa, a dupla subiu na classificação no acumulado e conseguiu importantes pontos para o Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country. Os três dias do rali somam pontos pelas 5ª, 6ª e 7ª etapas do certame nacional.

Vale ressaltar que, apesar de ambos terem mais de 20 anos de off-road e várias passagens pelo Jalapão, esta foi a estreia de Luppi e Dallape na região, a bordo de um UTV (Can Am Maverick X3). “Estamos muito felizes por termos vencido a etapa de hoje e atingirmos nosso objetivo. É a típica Especial do Jalapão que disputei a última vez em 2003, se não me engano, durante o Rally dos Sertões. Areião, calor intenso, piçarras, muitas erosões e travessias de rios”, explica o piloto de Vinhedo (SP), Luppi.

“Imprimimos um ritmo rápido, mas conservador ao mesmo tempo para poupar o equipamento e até economizar combustível e o que não deu certo ontem, deu  hoje e o UTV terminou inteiro”, completa o piloto que compete desde março na categoria que mais cresce no grid nos últimos anos.

O navegador também não esconde a satisfação e dá seu depoimento após ter estreado há apenas dois meses nos UTVs, durante o Rally RN 1500 (RN) e o Rally Cuesta Off-Road (Botucatu/SP). “É fantástico como o UTV passa muito rápido pelos obstáculos, tem motor e é bem veloz. Estou cada vez mais adaptado e curtindo o vento na cara e os “mergulhos nos rios”, coisa que não acontecia quando navegava nos carros e caminhões, ainda mais hoje neste calor infernal foi um refresco passar pelos rios”, comenta Dallape. Sobre a navegação ele afirma: “A planilha estava precisa, tivemos trechos com muita navegação, radares de pontes, várias referências, comemos muita poeira, foi bem cansativo mas tudo foi compensado com a vitória do dia.”

Já a dupla #114, Edu Piano (Tatuí/SP) e Gabriel Dall Agnol (Palmas/TO), vinha num ritmo forte e estava bem próxima do líder dos UTVs até o abastecimento mas teve problemas com a caixa de transferência na reta final da Especial. Diferentemente da etapa de sexta-feira 9, quando Piano/Dall Agnol fecharam em 3º na geral e também na categoria UTV Pró Turbo (Can Am Maverick X3), a 1m15s do 1º colocado. “Faltando aproximadamente 40 quilômetros para o final acertamos uma pedra escondida na sombra de uma árvore e quebrou a caixa de direção. Não foi um dia fácil e, ainda, tivemos de caminhar uns 5 quilômetros no meio do Jalapão depois disso, coisas de rali!”, conta o multicampeão Piano, detentor de vários títulos, entre eles, sete no Rally dos Sertões e já conhece bem a região do Deserto do Jalapão.

Neste domingo, 10, os competidores de UTVs, motos e quadriciclos, largarão para a última etapa do Rally Baja Jalapão, de São Félix do Tocantins rumo à capital Palmas. Será também uma etapa longa e recheada de desafios com 527 quilômetros de percurso, dos quais 228 de trechos cronometrados. A primeira moto larga às 6 horas e na sequência quadriciclos e UTVs (os veículos largam de 2 em 2 minutos). A previsão de chegada será a partir das 16 horas e premiação está prevista para às 21 horas no Capim Dourado Shopping. Para acompanhar o rali acessem http://www.chronosat.com.br/monitor/mapa/index.php

Mais informações sobre a equipe Território Motorsport, com sede em Tatuí/SP, no site www.territoriomotorsport.com.br e também nas mídias sociais Facebook: @territoriomotorsport e Twitter: @territorio4x4.

Resultado UTVs – Etapa 2 – Ponte Alta/São Félix do Tocantins (9/6)
(Cinco primeiros)

1) #119 Rodrigo Luppi /Fausto Dallape - 4h32m49s
2) #101 Deni do Nascimento/Idali Bosse - 4h34m44s
3) #107 Denisio Casarini /Marcos Maia - 4h37m01s
4) #103 Euclides Benvenuti Jr/Fernando Torquatto - 4h47m37s
5) #117 Luciano Reis/Joel Kravtchenko - 4h48m51s

Programação Baja Jalapão (Tocantins)
Domingo, 10/06 - 3a e última etapa

6h00 – Largada – São Félix (São Felix - Palmas)
Percurso 527 km (228 km de Especial)
21h00 – Premiação – Capim Dourado Shopping
 

Assessoria de Imprensa – Equipe Território Motorsport
MSuzuki Comunicação
Mércia Suzuki - cel. 11 99705-7720 
mercia.suzuki11@gmail.com
www.msuzukicom.com.br

Leia também...