Território Motorsport Rally

Estreantes no Rally dos Sertões, Montani (BA)/Dall Agnol (TO), fecham em 7o na UTV Pró Turbo

Dupla terminou em 11o na geral dos UTVs
(Magnus Torquato/Fotop)

Dupla estreante pretende voltar no Rally dos Sertões em 2019
(Doni Castilho/DFotos)

Montani pilotou um Can-Am Maverick X3
(Vinícius Branca/Fotop)

Piloto é de Luís Eduardo Magalhães e navegador de Palmas
(Vinícius Branca/Fotop)

Piloto de Luís Eduardo Magalhães, na Bahia, aprova a primeira experiência na maior prova off-road do país e já admite que estará de volta na edição de 2019

27.08.2018  |  568 visualizações

Este ano o Rally dos Sertões não passou pelo temido Deserto do Jalapão, no Tocantins, mas não faltou areia pesada no roteiro, como na 5ª etapa quando os competidores pegaram 200 quilômetros de areia em Barra (BA), além de uma diversidade de terrenos que exigiram habilidade e técnica dos competidores, como também resistência dos equipamentos. Em uma das edições mais duras e técnicas da prova, garra e determinação foram características da dupla estreante, Augusto Montani/Gabriel Dall Agnol #236, que competiu pela categoria Pró Turbo, com um UTV Can-Am Maverick X3.

A dupla da Território Motorsport, a equipe mais vitoriosa do grid, fez um rali estratégico dentro de uma tocada constante e, às vezes, mais cautelosa e terminou a prova em frente de duplas muito mais experientes. Montani e Dall Agnol fecharam o rali em 7º na Pró Turbo e na 11ª posição na geral, entre os 46 UTVs.

A dupla, já nesta primeira participação, tem muitas histórias para contar. “O Rally dos Sertões foi uma experiência única, muito boa. Era um desafio pessoal de querer ir bem na prova. E eu apostava que estaria entre os 15 ou 20 primeiros, mas a posição que conquistamos foi ainda melhor. E no ano que vem estaremos no Sertões de novo”, diz Montani de Luís Eduardo Magalhães, a cidade sede da 3ª etapa desta edição. 

Para Dall Agnol, a competição foi dura e divertida. “Durante toda a prova passamos por tudo. Bateram em nosso UTV, o equipamento deu alguns probleminhas, tivemos momentos que exigiram muita pilotagem e máxima atenção na navegação. Cada dia foi um rali diferente. Muita emoção e aventura. Mas conseguimos terminar e aproveitamos bastante”, diz o navegador de Palmas, no Tocantins. Dall Agnol tem uma trajetória de 10 anos nas motos e participa de campeonatos regionais, do Brasileiro de Rally Baja, do Enduro FIM, do Rally Cerapió e, por duas vezes, fez o Rally Baja Jalapão.

“O Sertões foi para nós uma experiência enriquecedora que nos instiga também a vencer e superar as dificuldades do dia a dia”, ressalta Montani. A dupla se conheceu praticamente na largada do Rally RN1500, em abril, no Rio Grande do Norte, mas logo na estreia a sintonia foi positiva, tanto que subiram ao pódio com a  5ª posição na categoria

O Rally dos Sertões 2018 foi de Goiânia/GO a Fortaleza e reuniu na largada 196 veículos, dos quais 60 motos, além de quadriciclos, UTVs e carros. Teve um total de 3.607 quilômetros.

Equipe multicampeã - Com sede em Tatuí (SP), a Território Motorsport é uma das equipes mais tradicionais no grid do Rally dos Sertões e é chefiada por Piano. Durante 12 temporadas (até 2014) a equipe representou o time oficial da Ford Caminhões na competição e conquistou oito títulos. E também, entre 2011 e 2014, foi a equipe oficial da Troller quando sagrou-se bicampeã da prova na Production T2. A partir de 2016, Piano passou a competir e a preparar UTVs. E no Rally dos Sertões 2018, Edu Piano/Solon Mendes conquistaram o título inédito para a equipe e sagraram-se Campeões nos UTVs na Over 45 e, ainda, ficaram em 4º na geral. Com mais este título, Piano e Mendes têm juntos sete títulos.

A equipe Território Motorsport tem o patrocínio da Casa Domingues de Pianos, Minuano Petróleo, VQV, Best Fuel e apoio da MotoBuy.         

 

Assessoria de Imprensa Território Motorsport
MSuzuki Comunicação
Mércia Suzuki (11 99705-7720 /mercia.suzuki11@gmail.com.br)
Deborah Ferreira (11 97252-2360 /
deborahritaferreira@gmail.com)
www.msuzukicom.com.br

 

Leia também...