Capa

Território Motorsport

Sertões/1ª etapa: Rodrigo Luppi/Maykel Justo completam em 2º na UTV2

Edu Piano/Solon Mendes garantem o 3º lugar Na Over Pró. Lélio Junior/Weberth Carneiro ficam em 7º na UTV3. Neste domingo não haverá prova, será destinado a deslocamento

01.11.2020  |  488 visualizações

Primeiro dia do Sertões finalizado com êxito para as duplas da Território Motorsport, que competem com UTVs Maverick X3 TM. Na Especial (trecho cronometrado) de 205 quilômetros, que deixou São Paulo, passou por Minas Gerais e com destino a Brasília (DF), Rodrigo Luppi/Maykel Justo #206 andaram forte e completam em 2º na UTV2 (antiga Pró) e o 8º tempo da geral. Edu Piano/Solon Mendes #205 fecharam em 3º na Over Pró e Lélio Junior/Weberth Moreira #215 em 7º na UTV3 (antiga Super Production).

“Estou feliz com o resultado deste início de rali. Nunca tive um carro tão bom como esse, ele está zerado e super ajustado”, descreveu Luppi após finalizar a Especial, de sábado, na vice-liderança da categoria. “Tivermos um furo na mangueira faltando 80 quilômetros para o final e, ainda, assim, tomamos apenas 2 minutos do líder”, explica o piloto de Vinhedo (SP).

“Prata da Casa” como está sendo chamado pela organização, pelos 25 anos de participações consecutivas no Sertões, Piano disse que conseguiram obter um resultado satisfatóriona 1a etapa, diante dos testes que têm feito com novos equipamentos e saiu satisfeito. “Especial estava muito travada, com trechos de bastante serra, fomos bem mas o rali está só começando”, diz o multicampeão. No ano passado, a dupla mais longeva do grid, conquistou o vice-campeonato na Over Pró, ja em 2018, Piano/Mendes foram Campeões na Over 45.

Lélio Junior/Weberth Moreira em 7º na UTV3. A dupla goiana teve um problema com o freio. Por causa disso, o navegador pontuou: “Faltando uns 100 quilômetros ficamos sem freio, daí paramos para ver se estava tudo certo e perdemos uns minutos. Depois, não tivemos confiança para acelerar e, por isso, foi um dia mais comedido”, conclui Moreira.

Neste domingo (01) não haverá prova, pois o dia será usado para deslocamento até a Bolha do Distrito Federal. As duplas da Território Motorsport se preparam para a 2ª etapa, que acontece nesta segunda-feira (02), e será a primeira parte da Maratona, quando os pilotos não podem ter apoio mecânico. Serão dois dias seguidos (segunda e terça) onde somente os pilotos e navegadores podem mexer nos veículos.

Sem revelar antecipadamente as cidades para evitar aglomeração do público, o Sertões 2020 teve recorde de inscritos. O rali vai cruzar cinco estados (SP, MG, GO, TO e MA) e o DF, em um percurso de quase 5 mil quilômetros e chegada inédita em Barreirinhas (MA).

A Território Motorsport tem patrocínio da Usina Canabrava, Minuano Petróleo, General Tire e Tecpads com apoio da SFI CHIPS. Para conhecer mais sobre a equipe:www.territoriomotorsport.com.br, Facebook: @territoriomotorsport
Instagram: @territoriomotorsport

Resultado 1ª ETAPA (EXTRAOFICIAL) -31/10

UOP (Over Pró)
1º Cristiano Batista/Robledo Nicoletti #218 – 03:48:50
2º Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin #204 – 03:52:40
3º Edu Piano/Solon Mendes #205 – 03:53:26 (13º Geral)
4º Allan Cestari/Weidner Moreira #231 – 03:57:57
5º Leandro Torres/João Arena #211 – 03:58:07

UTV2 (antiga UTV Pró)
1º Roberto Keller/Marcelo Ritter #209 – 03:50:38
2º Rodrigo Luppi/Maykel Justo #206 – 03:50:45 (8º geral)
3º Gabriel Cestari/Jhonatan Ardigo #217 – 03:52:08
4º Cristian Domecg/João Stal #208 – 03:52:32
5º Guilherme Benchimol/Daniel Spolidorio #216 – 03:53:45

UTV3 (antiga Super Production)
1º Tomas Luza/Robson Schuinka #227 – 03:50:12
2º Luis Tiburcio/Eduardo Barros #235 – 03:58:06
3º Lavoisier Monteiro/João Ribeiro #258 – 03:58:45
4º Gustavo Zanforlin/Rodolpho Costa #254 – 03:59:12
7º Lélio Junior/Weberth Moreira #215 – 04:01:27

Programação 28º Sertões (30/10 a 7/11)

1/11/2020 – domingo (não tem prova)
Dia de deslocamento inicial e manutenção
Deslocamento até Bolha 1: 580 km
 
2/11/2020 - segunda-feira
2ª etapa – Bolha 1 / DF a Bolha 2 / GO - 1ª parte Maratona "Renê Melo"
Deslocamento inicial: 159 km
Trecho especial: 353 km
Deslocamento final: 0 km
Total: 512 km
No segundo dia da prova, será realizada a parte inicial da Etapa Maratona, batizada de Renê Melo - piloto de carro falecido em maio deste ano que participou diversas vezes do Sertões. Sem poder contar com qualquer auxílio das equipes de apoio, os competidores encaram a especial de 350 km que promete estar entre as mais duras e completas da edição 2020. O trecho começa rápido, com mata-burros e pontes (em algumas delas haverá radar). Ao chegarem em uma fazenda particular, haverá uma subida de serra em trial, na qual será preciso muita atenção. No alto, diante de um visual incrível, os competidores seguem pelo topo da serra, marcado por lajes de pedra. Saindo da fazenda, as velocidades serão maiores em uma estrada rápida, de pilotagem prazerosa, mas com algum fesh fesh. Haverá travessia por um rio até atingirem uma pista travada e estreita. Nos últimos 50 km da especial, a velocidade volta a subir até chegarem na zona de radar, terminando dentro do parque de apoio.

3/11/2020 - terça-feira

3ª etapa - Bolha 2 / GO a Bolha 3 / GO - 2ª parte Maratona "Paulo Gonçalves"
Deslocamento inicial: 0 km
Trecho especial: 200 km
Deslocamento final: 169 km
Total: 369 km
Na segunda parte da Etapa Maratona, o homenageado será o piloto português de motocicleta Paulo Gonçalves, que faleceu após um acidente no Rally Dakar 2020. O dia promete ser bem completo, mesclando velocidades altas, médias e baixas. Apesar dos 10 km iniciais bem velozes, a especial logo entra em uma dura subida de serra, com muitas pedras, depressões, pontos sem visão e trechos sinuosos com abismos dos dois lados. Após muito sobe e desce, na metade da especial, por volta do km 100, haverá uma longa descida. O piso terá fesh fesh e exige cautela nas ultrapassagens. Os competidores passarão por dois grandes rios com pedras e vão encarar uma serra íngreme no final, por região não povoada e solo com muitas pedras e cascalhos. 

4/11/2020 - quarta-feira
4ª etapa - Bolha 3 / GO a Bolha 4 / TO

Deslocamento inicial: 26 km
Trecho especial: 329 km
Deslocamento final: 295 km
Total: 650 km
O dia começa muito rápido, no estilo das especiais no Campeonato Mundial de Rally (WRC), e fica mais lento quando entra em um trecho com mata-burros, pedras e pontes - em algumas delas haverá radar. O grande desafio será o trecho de 60 km de areia, no qual a navegação será exigida ao máximo. Após o abastecimento, os competidores enfrentarão caminho travado e pontos de trial, em terreno característico de cerrado. Nos últimos 60 km, curvas de altas velocidades e chão com piçarra. 

5/11/2020 - quinta-feira
5ª etapa - Bolha 4 / TO a Bolha 5 / MA
Deslocamento inicial: 99 km
Trecho especial: 227 km
Deslocamento final: 284 km
Total: 610 km
Apesar dos km iniciais travados, a especial imprime altas velocidades em um trecho de areia, ao lado de uma plantação de eucaliptos. O terreno arenoso fica bem mais pesado até a metade do trajeto, quando assume as características do Jalapão, no Tocantins. Os competidores encerram a especial em terreno de piçarra, onde poderão atingir altas velocidades e sentir o prazer da pilotagem. 
  
6/11/2020 - sexta-feira
6ª etapa - Bolha 5 / MA a Bolha 6 / MA
Deslocamento inicial: 128 km
Trecho especial: 300 km
Deslocamento final: 313 km
Total: 741 km
A especial já começa com belas paisagens, por estradas de médias velocidades que vão ficando cada vez mais estreitas e travadas. A partir da metade, o trajeto fica mais rápido, com lombas e depressões. Haverá dois trechos com retas muito longas, de altíssimas velocidades, em terreno de piçarra. No final, será preciso mais atenção para completar a especial em trechos arenosos. 

7/11/2020 - sábado
7ª etapa - Bolha 6 / MA a Barreirinhas (MA)
Deslocamento inicial: 258 km
Trecho especial: 223 km
Deslocamento final: 34 km
Total: 515 km
A organização do Sertões promete deixar a melhor especial para o final. Com prova na areia, a navegação fará toda a diferença. Após um começo travado em piçarras, o trecho fica arenoso à medida que cruza pequenos riachos, os quais estarão secos na época da prova. Após o abastecimento, praticamente na metade da especial, as dificuldades serão extremas por conta da areia e da parte final com navegação por GPS em dunas. Com muitos way points a serem cobertos, qualquer erro pode ser fatal. O final em Barreirinhas promete ser apoteótico, a imagem a ser gravada nas memórias dos participantes. Chegar ao final do Sertões 2020 já será uma grande vitória. 

Total percurso: 4.567 km 
Total de trechos cronometrados (Especiais): 1.842 km

Assessoria de Imprensa – Território Motorsport
MSuzuki Comunicação
Mércia Suzuki – 11 99705-7720 / mercia.suzuki11@gmail.com
Gabriel Tieppo – 11 99798-5484 / gabrielmtieppo@gmail.com
www.msuzukicom.com.br

Leia também...
23.11.2020

A dupla sete vezes campeã da prova, Edu Piano/Solon Mendes, foi vice-campeã na Over Pró e completou 14 anos de parceria em 2020

19.11.2020

Ao lado do navegador Maykel Justo, Luppi conquistou o título na UT1 e a dupla da Território Motorsport foi, ainda, vice-campeã na geral dos UTVs.

18.11.2020

Além de campeões do Sertões na UT2, Rodrigo Luppi/Maykel Justo terminaram em 2º na geral dos UTVs. Já a dupla Edu Piano/Solon Mendes foi vice-campeã na Over Pró e Lélio Junior/Weberth Moreira fecharam em 5º na UT3

08.11.2020

Dupla finalizou, ainda, em 2º na geral dos UTVs; Edu Piano/Solon Mendes foram vice-campeões na Over Pró. No pódio da UTV 3, Lélio Junior/Weberth Moreira ficam na 5ª posição. Rali terminou no sábado no litoral do Maranhão