Capa

Território Motorsport

Piloto de Vinhedo, Rodrigo Luppi, conquista título inédito na Argentina no South American Rally Race

Rodrigo Luppi/Maykel Justo são Campeões nos UTVs e Bruno Conti/ Filipe Bianchini levam o título nos UTVs T3.2. Edu Piano/Solon Mendes finalizam o rali com a "cara do Dakar" em 9º na geral

28.02.2021  |  484 visualizações

O Brasil foi bem representado na 2ª edição do South American Rally Race, que terminou no sábado (27), no mesmo local no qual largou em 19/2, no Autódromo de La Rioja, Argentina. A Território Motorsport conquistou dois títulos. Rodrigo Luppi/Maykel Justo #207 foram Campeões na geral dos UTVs e na categoria T3.1 e Bruno Conti/Filipe Bianchini #256 levaram o título nos UTVs T3.2 e a sexta dupla mais rápida do rali. Já a dupla Edu Piano/Solon Mendes #214 finalizou em nono na geral e na T3.1. O rali com a “cara do Dakar” - pelo nível técnico e por passar por trechos por onde o maior rali do mundo passou quando foi era disputado na América do Sul – teve um roteiro de mais de 3.400 km, dividido em oito etapas e cruzou as Províncias de La Rioja, Salta e Catamarca.

O piloto de Vinhedo (SP) estava na vice-liderança há seis etapas, a dupla venceu quatro etapas na geral, inclusive neste oitavo e último dia, quando conquistou o lugar mais alto do pódio. Os brasileiros levaram a melhor na disputa com os argentinos. “Foi uma honra conquistar esse título, uma vitória muito difícil, nos superamos todos os dias e estamos muito felizes. Cheguei a achar que não íamos conseguir quando fui rebocado, por Edu (Piano), para largar na penúltima etapa. Mas mantive o foco e a fé e agradeço a Deus por isso”, afirma Luppi que foi o piloto mais rápido, inclusive de todas as categorias em disputa do rali. “Mesmo essa última etapa foi muito dura e com navegação difícil mas vencemos. Maykel é um grande navegador e mecânico e fez um ótimo trabalho. Em 2022 estaremos de volta”, completa o campeão. Com 10 participações no Dakar, Justo conquistou o primeiro título internacional com Luppi. “Foi uma prova muito dura, uma das mais exigentes que já participei, principalmente na parte da navegação mas viemos dia a dia administrando alguns problemas do UTV e deu certo. Foi uma luta diária, uma briga limpa e justa com nossos adversários e fomos campeões”, destaca o navegador. A dupla foi Campeã do Sertões na UT2 e vice-campeões na geral dos UTVs, em novembro de 2020.

A comemoração foi em dose dupla, pois Conti é filho de Luppi e estreou em provas internacionais, ao lado de Bianchini, e surpreendeu com uma pilotagem segura e constante e liderou na categoria T3.2 desde a 3ª etapa. “Foi um rali maravilhoso mas muito difícil, teve dias em que não acreditava de tão complicado que era. O Filipe me ajudou demais, fez uma navegação excelente e optamos em fazer a nossa prova, sem compromisso com resultado, porque vim para aprender e no final fomos campeões!”, conta o jovem piloto que começou nos ralis em 2019. “Meu primeiro título fora do Brasil tem um significado muito especial. Estrear em uma prova internacional já vencendo na categoria foi uma grata surpresa. Mais do que a navegação, a dificuldade foi em manter um controle psicológico e a cabeça no lugar. A Território é uma equipe sensacional, nosso UTV não teve absolutamente nada durante o rali, não é à toa o resultado: vencemos nas duas categorias dos UTVs!”, ressalta Bianchini.

A dupla mais experiente e com mais títulos da equipe, Piano/Mendes, desta vez, não subiu ao pódio, mas ficou entre os Top 10 mais rápidos do rali. Os multicampeões do rali brasileiro (dupla tem sete títulos no Sertões, o maior rali das Américas) se mantiveram entre os seis mais rápidos da geral em seis etapas, mas tiveram um incidente no 5º dia o que prejudicou o resultado  final. “Isso aqui é um rali para gente grande, uma baita prova, não teve dia fácil, uma etapa mais difícil que a outra e foi isso que nos fez voltar pela segunda vez, o nível técnico excelente e os tipos de terrenos que não temos no Brasil. Estaremos de volta no ano que vem. Estamos muito felizes pelas vitórias da equipe e todos estão de parabéns”, diz Piano, responsável também pela preparação dos UTVs do time. “Uma pedra gigante nos tirou do quinto dia de prova, não era para ser desta vez. De qualquer forma, largamos todos os dias, completamos sete duríssimas etapas, não nos machucamos e estamos felizes de ter chegado ao final de um rali como esse, exigente do início ao fim, do jeito que a gente gosta. Ano que vem tem mais”, finaliza o navegador Mendes.

A South American Rally Race reuniu competidores de 11 países e um total de 85 veículos. Os campeões da edição 2021 foram: Ontiveros Alberto (motos), Andrés Frini (quadriciclos), Rodrigo Luppi/Maykel Justo (UTVs) e Juan Yacopini/Alejandro Yacopini (carros).

Equipe multicampeã- Com 21 anos, a Território Motorsport é uma das equipes mais tradicionais no Rally Cross Country brasileiro, com sede em Tatuí (SP). Chefiada pelo piloto Edu Piano (oito vezes campeão do Rally dos Sertões: um na geral dos carros, seis nos caminhões e um nos UTVs), durante 12 temporadas (2002 a 2014) a equipe representou a Ford Racing Trucks/ Território Motorsport e conquistou oito títulos no Caminhões no Sertões. Entre 2011 e 2014, a equipe foi a oficial da Troller na competição. Com a Troller Racing/Território Motorsport, o time sagrou-se bicampeão da prova na Production T2. A partir de 2016, Piano passou a desenvolver UTVs (Can-Am Maverick X3) para competição e, desde então, a equipe disputa os Campeonatos Brasileiros de Rally Baja e Rally Cross Country, além do Sertões e provas internacionais. Em 2020 foi a vez de Rodrigo Luppi/Mayel Justo conquistarem o título do Sertões, a dupla foi Campeã na UTV 2. Já na Mitsubishi Cup, a Território Motorsport tem quatro títulos com Piano, sendo o último em 2019, com o navegador Fausto Dallape, na categoria L200 Triton Sport R.

A Território Motorsport conta patrocínio da Petróleo Minuano, Usina Canabrava e apoio da General Tire.  Mais informações: www.territoriomotorsport.com.br, Facebook: @territoriomotorsport4x4, Instagram: @territoriomotorsport e Twitter @territorio4x4.

Resultado Final – 2º South American Rally Race (27/2)

UTVs (Geral e T3.1)  
1) Rodrigo Luppi/Maykel Justo (Brasil) – 41h53m22s

2) Jeremias Ferioli/ Gonzalo Rinaldi (Argentina) – 42h54m59s
3) Federico Echegaray/Lisando Sisterna (Argentina) – 45h22m44s
4) Gabriel Rodrigues/Santiago La Veja (Argentina) – 45m38m28s
5) Pablo Macua/Pablo Ingaramo (Argentina) – 46h42m04s
9) Edu Piano/Solon Mendes (Brasil) – 60h52m07s

UTV T3.2 (Cinco primeiros)
1) Bruno Conti/Filipe Bianchini (Brasil) – 48m01m13s
2) Rafael Sendra/Fernando Martinez (Argentina) – 48h52m52s

3) Nico Stratico/Tomas Rodrigues (Argentina) – 50h09m18s
4) Roberto Troyano/Raul Aguilar (Argentina) – 50h41m20s
5) Fabian Poli/ Santiago Peralta (Argentina) – 61h10m30s

Resultados completos no https://www.sarr2021.com/resultados/

Assessoria de Imprensa – Equipe Território Motorsport
MSuzuki Comunicação
Mércia Suzuki – 11 99705-7720 / mercia.suzuki11@gmail.com
Facebook: @msuzukicomunicacao/ Instagram: @msuzukicomunicacao
www.msuzukicom.com.br

Leia também...
28.02.2021

Rodrigo Luppi/Maykel Justo são Campeões nos UTVs e Bruno Conti/ Filipe Bianchini levam o título nos UTVs T3.2. Edu Piano/Solon Mendes finalizam o rali com a "cara do Dakar" em 9º na geral

27.02.2021

Rodrigo Luppi/Maykel Justo são Campeões nos UTVs e Bruno Conti/ Filipe Bianchini levam o título nos UTVs T3.2. Já Edu Piano/Solon Mendes finalizam o rali com a "cara do Dakar" em 9º na geral

27.02.2021

As duplas da Território Motorsport completaram bravamente os dois dias de etapa Maratona e seguem para a final do rali disputando títulos em duas categorias

26.02.2021

Dupla Luppi/Justo mantém vice-liderança no acumulado na geral, enquanto Bruno Conti/Filipe Bianchini são líderes na T3.2. Brasileiros disputam, nesta sexta-feira, a penúltima etapa do rali argentino