Capa

Husqvarna Brasil

Husqvarna fecha o Brasileiro de Motocross com duas vitórias, um título na MXJR e dois vice-campeonatos na 65cc e 50cc

Pietro Piroli conquistou a quinta vitória consecutiva na MXJR e Vicente Nunes venceu a corrida da 65cc na sétima e última etapa da temporada, disputada no fim de semana em Canelinha (SC)

02.10.2023  |  2.678 visualizações

Outubro de 2023 – A Husqvarna Brasil Factory RACING PowerHusky saiu da grande final do Campeonato Brasileiro de Motocross com duas vitórias, um título e dois vice-campeonatos. A sétima etapa aconteceu no último fim de semana na pista de Canelinha, no interior catarinense, e consagrou os campeões da temporada. Campeão na MXJR por antecipação, Pietro Piroli #161 (TC 85) venceu de ponta a ponta a corrida e cravou sua quinta vitória consecutiva na temporada. Na 65cc, Vicente Nunes #22 (TC65) conquistou a sua primeira vitória para equipe e fechou como vice-campeão, na mesma categoria Heitor Matos #300 (TC 65) terminou 2023 no Top4. Já Pietro Fraga #152 (TC 50) ficou em segundo lugar na corrida da 50cc e encerrou o ano como vice-campeão da categoria.

Devido as chuvas que atingiram o Sul do País, a organização mudou programação algumas vezes, durante o fim de semana, para preservar a pista do Motódromo Ari Justino Pereira. No segundo dia de disputas, no domingo (1º), a pista estava mais solta, mas ainda com trechos de lama e bem técnica e desafiadora, mas isso não foi problema para o gaúcho de Tapejara, que mais uma vez largou na frente e dominou a prova, mesmo com o título da temporada já garantido.

“Sensação muito boa saber que todo o trabalho feito valeu a pena e deu resultado. Foi bom demais vencer a última do ano também. A pista não estava fácil, mas super boa e consegui me divertir bastante. Esse ano foi especial, entrei para a equipe dei o meu melhor e venci. Quero agradecer a minha família, aos patrocinadores e a Husqvarna/PowerHusky por tudo”, comemora Pietro Piroli, 15 anos, que venceu cinco das sete etapas da temporada e levou o título da MXJR. Coincidentemente fechou com 161 pontos o campeonato, exatamente o seu numeral.

No sábado (30), apenas as categorias 65cc e 50cc competiram e o excesso de lama tornou o circuito ainda mais técnico e difícil para a criançada, que foi guerreira para manter a aceleração nos trechos escorregadios. Com as minimotos TC 50 e TC 65, os três pilotos da equipe se superaram no mar de lama que a pista pesada se tornou.

O gaúcho de Caxias do Sul, Vicente Nunes, largou bem, depois já assumiu a primeira posição e chegou a abrir 15 segundos de vantagem até cruzar a chegada com a vitória. “A pista estava bem difícil, muito fácil para cair, mas mesmo assim consegui me soltar bem. Fiquei muito feliz de conseguir esse primeiro lugar para a equipe e só tenho de agradecer à minha família, à Husqvarna e os meus patrocinadores”, comemorou o piloto de 11 anos, vice-campeão da 65cc.

O paulistano Heitor Matos, 10 anos, por pouco não subiu ao pódio novamente, terminou na sexta posição a corrida e encerrou a temporada em quarto no ranking do campeonato. “Foi uma temporada que evolui e aprendi muito. Foi importante ter conquistado dois pódios em segundo lugar (Campo Grande e Limeira) e terminar no Top4”, diz o piloto que já tem um título de Campeão Brasileiro de Motocross na 50cc com a equipe.

Aos oito anos de idade, Pietro Fraga se superou também na última etapa do ano. Caiu várias vezes, voltou para corrida e não desistiu, tanto que conquistou a segunda posição e ficou com o vice-campeonato na 50cc, mesmo sem ter disputado todas as etapas. “Era muito barro, pista estava pesada, mas lutei até o final. Muito feliz de ter sido vice-campeão”, diz o mineiro da cidade de Coronel Fabriciano.

Para Maurício Fernandes, sócio-diretor da Husqvarna Brasil, a temporada foi muito produtiva e os resultados concretizaram a evolução dos pilotos, assim como o trabalho de toda a equipe. “Incontestável as cincos vitórias do Pietro (Piroli), a cada etapa mostrou uma pilotagem rápida e arrojada, tanto que conquistou o título por antecipação. Vicente conseguiu a primeira vitória na equipe e tem talento, assim como o Heitor que evoluiu muito e fez importantes pódios no campeonato, tanto que terminamos com dois pilotos no Top5 da 65cc. Já o Pepe (Pietro Fraga) teve garra também para encarar toda aquela lama. Todos estão de parabéns e têm potencial para mostrar ainda”, avalia. “Nossa aposta e incentivo na nova geração do motociclismo brasileiro mostra o quanto estamos no caminho certo, assim como os patrocínios ao Campeonato Brasileiro e outros eventos do setor não serão em vão”, finaliza.

Já o italiano Nicholas Lapucci #338 (FC 450), o mais novo contratado da equipe, chegou pronto em Canelinha/SC para a sua segunda corrida no Brasil na principal categoria do campeonato, a MX1. Mas o piloto emendou três saltos e acabou fraturando o nariz e foi obrigado a abandonar a disputa. “Infelizmente quebrei o nariz na segunda volta do Warmup e não pude continuar. Mas em breve estarei de volta para defender a equipe”, explica. Aos 24 anos, o piloto é Campeão Europeu de Motocross na classe EMX250, tricampeão italiano de Motocross e disputa a principal categoria do mundial da modalidade (MXGP). Lapucci competirá pela equipe também durante a temporada 2024.

A equipe Husqvarna Brasil Factory RACING PowerHusky conta com patrocínio da Husqvarna Brasil, Goldentyre Brasil, Grupo 2W Motors, Itaminas,e Circuit Equipment e Ride 100%. Mais informações no site da Power Husky e Instagram @powerhuskymotorcycles e @husqvarna_motorcycles_br

- Classificação Final Brasileiro de Motocross 2023

MXJR
1 - Pietro Piroli (Husqvarna Brasil Factory RACING PowerHusky)
2 – Guilherme Ferreira
3 - Caio Grosbelli
4 - Heverton Silveira
5 - Marcos Goto

65cc
1 - Zion Berchtold
2 - Vicente Nunes (Husqvarna Brasil Factory RACING PowerHusky)
3 - Victor Hugo Rocha
4 - Heitor Matos (Husqvarna Brasil Factory RACING PowerHusky)
5 - Miguel Boer

50cc
1 - João Vitor Ferreira
2 - Pietro Fraga (Husqvarna Brasil Factory RACING PowerHusky)
3 - Fernando Endo
4 - Arthur Lorenzo
5 - Henrique Spinasse

- Resultado 7ª etapa Campeonato Brasileiro de Motocross

MXJR (cinco primeiros)
1 - Pietro Piroli (Husqvarna Brasil Factory RACING PowerHusky)
2 – Guilherme Ferreira
3 - Caio Grosbelli
4 - Heverton Silveira
5 - Marcos Goto

65cc (seis primeiros)
1 - Vicente Nunes (Husqvarna Brasil Factory RACING PowerHusky)
2 - Zion Berchtold
3 - Miguel Boer
4 – Tony Piroli
5 - Victor Hugo Rocha
6 - Heitor Matos (Husqvarna Brasil Factory RACING PowerHusky)

50cc (cinco primeiros)
1 - João Vitor Ferreira
2 - Pietro Fraga (Husqvarna Brasil Factory RACING PowerHusky)
3 – Enzo Wiebbelling
4 – Fernando Endo
5 -  Benício Nogueira



MSuzuki Comunicação
Mércia Suzuki/ 11 99705-7720
mercia.suzuki11@gmail.com
Site da MSuzukicom

Leia também...
08.04.2024

Em Canelinha (SC), equipe conquistou cinco pódios em quatro categorias, com destaque para o mineiro Pietro Fraga que venceu na 50cc e a dobradinha no pódio da 65cc com o paulista Heitor Matos e o catarinense Lorenzo Ricken em segundo

06.04.2024

Com nove pilotos em seis categorias, a equipe defende a liderança na MXJR com Francesco Copetti, com Heitor Matos na 65cc e na 50cc com Henrique Spinassé

18.03.2024

O argentino Francesco Copetti (MXJR), o paulista Heitor Matos (65cc) e o capixaba Henrique Spinassé (50cc) vencem e começam a temporada na liderança. Equipe sobe ao pódio também com Humberto Martin "Machito" (MX3), Pietro Piroli (MX2JR) e Caio Grosbelli (MXJR) e Lorenzo Ricken (65cc)

15.03.2024

German Bratschi, Nicholas Lapucci, Pietro Piroli, Vicente Nunes, Heitor Matos, Pietro Fraga e novos contratados Henrique Spinassé, Lorenzo Ricken, Caio Grosbelli, Francesco Copetti, além de Humberto Martin "Machito" que está de volta às competições no Brasil