Capa

SHIRO

Em dia de etapa Maratona Folly, Zé Hélio e Fantozzi (SHIRO) fecham em 3º,4º e 5º na geral nas motos

Nesta quinta-feira o Rally dos Sertões chega ao estado do Piauí, em uma Especial considerada a mais técnica de toda a prova. No total são oito pilotos estreando capacete MX-917

23.08.2018  |  1.321 visualizações

Todos os pilotos, apoiados pela SHIRO, concluíram a primeira parte da etapa Maratona (22/8), toda em território baiano, de Luís Eduardo Magalhães para Barra. Três deles merecem destaque e fecharam a 4ª etapa entre os Top 5 da geral: Elias Folly #33, Zé Hélio #4, Tiago Fantozzi #30. “Fiz uma prova bem conservadora, porém sem erros de navegação, porque com o suporte do tanque quebrado, tive que amarrá-lo e ir com cautela. Mas temos muito rali pela frente. O importante é chegar em Fortaleza”, diz Folly (KTM 450 EXC) que foi o 3º na geral (4h28m25s), 2º na Production Aberta e é o vice-líder no acumulado na categoria.

O pentacampeão Zé Hélio (Husqvarna TX), também, se mantém bem na prova e chegou em Barra/BA, logo atrás de Folly, em 4º na geral e 2º na Super Production (4h32m50s). Em 5º na geral fechou Tiago Fantozzi (4h35m30s): “Fui o último a largar, na 59ª posição, por causa de um problema elétrico no dia anterior. Mas compensei, passei no total 30 motos e quadris. Foi uma Especial bem difícil, peguei muito pó, ainda assim, poupei a moto, que está 100%”. Nesta sua 14ª participação no Rally dos Sertões, Fantozzi se desafia na categoria Self, inédita na competição, na qual percorre sem equipe de apoio mecânico. “É uma categoria a parte das outras, pois a tentativa é completar totalmente sozinho, por isso se torna mais intensa”, ressalta o campeão da prova em 2001.

Quem terminou o satisfeito com o desempenho também foi André Cheron (KTM EXC) que aprovou a Especial e diz que fez o investimento valer a pena. “Teve de tudo e bem no formato Baja: técnica, rapidez e areia. Estou muito feliz com o resultado”, conta Cheron, que ficou em 3º na Marathon e 13º na geral (4h43m51s). E para completar: “O capacete da SHIRO é show. Só o fato de ser bem mais leve e não ficar puxando nosso pescoço para trás com o vento já é incrível”.

Também gostou muito da etapa, apesar de considerar mais pesada do que a anterior foi Josemar Ferro #44 (Kawasaki KLX 450) - 3º na Over 45 e 16º na geral (4h47m56s). “Achei a etapa longa, com trechos travados. Fiz boas ultrapassagens, a moto e eu chegamos bem. Estou otimista para a próxima etapa, rumo ao Piauí”, completa o paranaense, em sua segunda participação no Rally dos Sertões.

Neto Malassise #59 (KTM 450 EXC-F), que estreia no Rally dos Sertões, nesta 4ª etapa ficou em 7º Marathon e 22º na geral (4h53m7s). Para Dimas Barreira #52 (KTM 450 EXC), “o dia foi ótimo, com tipos variados de terreno: areia, cascalho, argila seca e um pouco de barro. Muitos trechos bem abertos e algumas veredas. A moto funcionou perfeitamente e recuperei várias posições. Muito bom!”. Barreira, estreante na prova terminou em 5º na Over 45 (5h12m44s). Já Luís Fernando Nutti #37 (KTM 450 EXC) achou o percurso bem diversificado. “Terminei a Maratona bem e a moto está perfeita. O dia foi maravilhoso”. O piloto chegou: 7º na Over 45 (5h08m44s).

A marca espanhola SHIRO, por meio da TWP, está apoiando oito pilotos do rali (eram nove, mas André Marcondes #42 sofreu um acidente e desde a 3ª etapa está fora da prova), que estão com capacete de modelo MX-917, produzido em composto de carbono com forro interno removível, antialérgico e lavável, com sistema de retenção Duplo D e pesa apenas 1,150gr - ainda exclusivo, pois chegará ao mercado nacional no final do ano.

A 5ª etapa desta quinta-feira (23/08) vai de Barra/BA a São Raimundo Nonato/PI, com 446 quilômetros, com 401 quilômetros de Especial, considerado o mais técnico de toda a prova. Haverá piçarra, cascalho, grandes depressões, erosões grandes, muitas pedras e uma zona de trial para completar o dia. Além do condicionamento físico, a navegação será primordial.

SHIRO Brasil - Representada pela TWP, a SHIRO Brasil, nasceu a partir de uma conversa informal entre dois amigos apaixonados por motos e off-road. A intenção era oferecer um produto de design inovador e de qualidade foi então que decidiram trazer a marca espanhola de capacetes SHIRO Helmets para o mercado nacional. A empresa foi constituída em fevereiro de 2017, mas apresentada ao mercado em novembro do mesmo ano, durante o Salão de Duas Rodas. Aliou-se a experiência de Marcos Finato em gerir grandes negócios, aos 20 anos de Théo Lopes no mercado de duas rodas e a vasta expertise de Luciana Barreto no setor de Relações Internacionais, também no segmento. A SHIRO foi fundada há 25 anos por Antonio Tomás, na região de Múrcia, na Espanha, a marca está presente em mais de 70 países.

Roteiro 26ª edição Rally dos Sertões (19 a 25/8)

Quinta (23/08)
5ª Etapa: Barra (BA) – São Raimundo Nonato (PI)

Total do dia: 446 km (400 km trecho cronometrado)

Sexta (24/08)
6ª Etapa: São Raimundo Nonato (PI) – Juazeiro do Norte (CE)

Total do dia: 603 km (226 km trecho cronometrado)

Sábado (25/08)
7ª Etapa: Juazeiro do Norte (CE) – Fortaleza (CE)

Total do dia: 654 km (200 km trecho cronometrado)

Total geral: 3.607 km

Assessoria de Imprensa SHIRO Brasil
MSuzuki Comunicação
Mércia Suzuki (11 99705-7720 /mercia.suzuki11@gmail.com.br)
Deborah Ferreira (11 97252-2360 /
deborahritaferreira@gmail.com)
www.msuzukicom.com.br

Leia também...
20.09.2019

Pelo segundo ano consecutivo no maior rali das Américas, a marca espanhola de capacetes passou pelo "teste de fogo" de uma das provas mais casca grossa do país e comprovou sua segurança e conforto

04.09.2019

Bicampeão nas motos no maior rali das Américas, o piloto da Honda Racing aprovou os diferenciais do capacete espanhol

27.08.2019

Piloto mineiro da equipe Honda Racing confirma excelência do capacete também no maior rali das Américas

25.08.2019

Além de vencer na categoria, Maciel foi o 2º mais rápido da geral. Já, Bissinho Zavatti fratura osso do pé e está fora da disputa. Este é o segundo ano consecutivo que a marca espanhola está no grid do maior rali das Américas