SHIRO

Rally dos Sertões: Tiago Fantozzi (apoio SHIRO) faz o 9º na geral das motos, na 5a etapa

Na penúltima etapa, desta sexta-feira, os competidores entram no estado do Ceará, na Especial mais rápida da competição. No total são oito pilotos apoiados pela marca espanhola de capacetes

24.08.2018  |  553 visualizações

Os pilotos com apoio SHIRO estão com garra e acelerando bastante no Rally dos Sertões 2018. Na 5ª etapa, um dos melhores colocados do grid foi Tiago Fantozzi #30, que teve um dia de desafios: “Sai 15 minutos atrasado, porque tive que arrumar um problema na moto. A prova foi dura, muita areia pesada, várias motos quebraram. Então, agradeço só de ter chegado”, conta Fantozzi, 40 anos, em sua 14ª participação na competição, que na 5ª etapa chegou em 9º na geral (5h45min19) e no acumulado da categoria Self é líder na Super Production. Este é o primeiro ano da categoria Self, na qual o piloto tem que fazer a manutenção do equipamento durante a competição, sem apoio de mecânicos.

Para o piloto André Cheron #32 (KTM EXC), 43 anos, o dia foi pedreira. “Um areião, que nunca acabava. Fiz uma prova para não cair e, ao mesmo tempo, andando do jeito que eu sei. Pilotei com total segurança e me divertindo também. Temos mais dois dias, a penúltima etapa é um terreno que eu ando mais rápido. A estratégia é tentar melhorar umas duas posições na geral”. Cheron fechou em 5º na Marathon e 14º na geral (6h00min14). No acumulado está em 4º na categoria.

O piloto Elias Folly #33 (KTM 450 EXC) achou que a 5ª etapa foi a mais dura do rali até agora. “A moto parou de funcionar e não ligava, o que me fez perder bastante tempo. A prova foi muito dura, com areia pesada. Mas consegui terminar. Faltam dois dias, rumo Fortaleza”. Folly chegou em 6º na Production Aberta (5h50min26) e no acumulado está em 7º na geral e 4º na categoria.

Já o paranaense Neto Malassise #59 (KTM 450 EXC-F), atualmente líder (Marathon) do Campeonato Brasileiro de Rally Baja, que estreia no Rally dos Sertões, chegou em 8º Marathon e 19º geral (6h03min25), no acumulado está em 5º na categoria. “As duas últimas etapas foram muito pesadas, na minha história nunca vi dias iguais. No trecho de trial tive uma queda. Mas é rali, é isso mesmo uma aventura atrás da outra.”

Na sequência dos pilotos, com apoio SHIRO, está o paulista Luiz Fernando Nutti #37 (KTM 450 EXC), que terminou a prova em 4º Over 45 e em 36º na geral (6h36min13), no acumulado está em 3º na categoria.

Marcando sua estreia no Rally dos Sertões, Dimas Barreira #52 (KTM 450 EXC) já tem muita história de superação para contar. “Neste final de segundo dia da Maratona, estava vindo animado e bem fisicamente, pilotando em um ritmo forte, mas a moto teve um defeito mecânico e parou. Não conseguia fazer funcionar”, conta o piloto. “Depois de 1h30 parado, resolvi tentar de novo e a moto, milagrosamente, funcionou. Vim devagar. O importante é que consegui chegar. Quero dizer ao final do rali: que cheguei sozinho em todas as etapas por mais dificuldade que tivesse”. Barreira chegou em 15º Marathon e 42º na geral (6h39min19). O piloto fez questão de elogiar o capacete SHIRO, que passou por um teste e tanto: “É super top. Não balança na cabeça. De todos que eu já tive é disparado o melhor capacete de cross. E hoje eu cai e meti a cara no chão e o capacete segurou a onda”.

Dois pilotos com apoio Shiro não terminaram a prova: o pentacampeão Zé Hélio  #4 (Husqvarna TX) e o paranaense Josemar Ferro #44 (Kawasaki KLX 450), que sofreu uma queda e não terá condições de continuar nesta reta final da competição.

A marca espanhola SHIRO, por meio da TWP, está apoiando oito pilotos do rali (eram nove, mas André Marcondes #42 sofreu um acidente e desde a 3ª etapa está fora da prova), que estão com capacete de modelo MX-917, produzido em composto de carbono com forro interno removível, antialérgico e lavável, com sistema de retenção Duplo D e pesa apenas 1,150gr -- ainda exclusivo, pois chegará ao mercado nacional no final do ano.

A 6ª etapa (24/08) vai de São Raimundo Nonato/PI a Juazeiro do Norte/CE, com 602 quilômetros, com 226 quilômetros de Especial, que será rápida e sinuosa, seguindo pelo sertão do Piauí e cruzando rios secos com pedras e alternando estradas arenosas. Está será a Especial mais rápida da edição. O rali termina no sábado em Fortaleza.

SHIRO Brasil - Representada pela TWP, a SHIRO Brasil, nasceu a partir de uma conversa informal entre dois amigos apaixonados por motos e off-road. A intenção era oferecer um produto de design inovador e de qualidade foi então que decidiram trazer a marca espanhola de capacetes SHIRO Helmets para o mercado nacional. A empresa foi constituída em fevereiro de 2017, mas apresentada ao mercado em novembro do mesmo ano, durante o Salão de Duas Rodas. Aliou-se a experiência de Marcos Finato em gerir grandes negócios, aos 20 anos de Théo Lopes no mercado de duas rodas e a vasta expertise de Luciana Barreto no setor de Relações Internacionais, também no segmento. A SHIRO foi fundada há 25 anos por Antonio Tomás, na região de Múrcia, na Espanha, a marca está presente em mais de 70 países.

Roteiro 26ª edição Rally dos Sertões (19 a 25/8)

Sexta (24/08)
6ª Etapa: São Raimundo Nonato (PI) – Juazeiro do Norte (CE)
Total do dia: 603 km (226 km trecho cronometrado)

Sábado (25/08)
7ª Etapa: Juazeiro do Norte (CE) – Fortaleza (CE)
Total do dia: 654 km (200 km trecho cronometrado)

Total geral: 3.607 km

Assessoria de Imprensa SHIRO Brasil
MSuzuki Comunicação
Mércia Suzuki (11 99705-7720 /mercia.suzuki11@gmail.com.br)
Deborah Ferreira (11 97252-2360 /
deborahritaferreira@gmail.com)
www.msuzukicom.com.br

  • Fantozzi fecha em 9o na geral e lidera na Super Production, na Self
    (Marcelo Machado/Fotop)

  • Cheron está em 4o na Marathon no acumulado
    (Marcelo Machado/Fotop)

  • Malassise durante a etapa que chegou ao Piaui
    (Gustavo Epifânio/Fotop)

  • Barreira e sua história de superação na etapa 5
    (Vinícius Branca/Fotop)

  • Ferro sofreu uma queda na etapa 5 e está fora do rali
    (Gustavo Epifânio/Fotop)

Leia também...