SHIRO

Capacetes SHIRO passam pelo severo teste do Rally dos Sertões

A marca espanhola estreou no grid da maior prova off-road do país e "vestiu" nove pilotos da categoria motos, dos quais cinco subiram ao pódio - Tiago Fantozzi, Elias Folly, Neto Malassise, André Cheron e Luiz Fernando Nutti

05.09.2018  |  501 visualizações

São Paulo, 6 de setembro de 2018 – Oferecer segurança em situações extremas, ser projetado especialmente para esportes off-road e dar maior conforto ao piloto. Foi pensando nestas exigências que a SHIRO Helmets desenvolveu o capacete MX-917. E a aprovação foi unânime entre os pilotos que usaram o produto durante o 26º Rally dos Sertões, que aconteceu entre 18 a 25/8, com um roteiro de mais de 3.600 quilômetros que cruzou os estados de Goiás, Bahia, Piauí e Ceará.

A SHIRO Brasil escolheu nove pilotos para representar a marca espanhola, pela primeira vez, na maior prova off-road do país na categoria Motos (58 competidores): os campeões da prova Zé Hélio #4 (cinco títulos) e Tiago Fantozzi #30 (um título), Elias Folly #33, Andrés Marcondes #42, André Cheron #32, Luiz Fernando Nutti #37, Neto Malassise #59, Josemar Ferro #44 e Dimas Barreira #52. Cinco deles subiram ao pódio e se destacaram entre os Top 5 das respectivas categorias: Folly (3º Production Aberta e 6º na geral), Malasisse (4º na Marathon e 17º na geral), Cheron (5º Marathon e 18º geral), Nutti (3º na Over 45 e 31º geral) e Fantozzi (3º na Self e 5º na Super Production).

“Conforme imaginávamos, o Rally dos Sertões foi um ótimo laboratório para os capacetes da SHIRO. Tivemos avaliações muito positivas sobre o produto que foi um sucesso entre os pilotos”, afirma Marcos Finato, diretor executivo da TWP, que representa a SHIRO no Brasil.  Segundo Finato que acompanhou os nove pilotos durante todo o Rally, o modelo MX-917 atendeu perfeitamente as exigências dos competidores: “O ponto alto apontado pelos pilotos foi o fato de o capacete ser bem mais leve e cansar menos o pescoço. Gostaram também da pala aberta, que em alta velocidade não oferece resistência ao vento e força, assim não forçando a cabeça do piloto para trás e da ventilação que o produto proporciona. Além destas avaliações positivas, ficamos muito felizes com o resultado. Dos nove, cinco subiram ao pódio em Fortaleza e a superação de todos com o duro percurso foi demais”, completa.

Dois pilotos se acidentaram e tiveram de abandonar a prova, Andrés Marcondes e Josemar Ferro. Além de outros dois que sofreram quedas mas retornaram à disputa, como Folly e Barreira. Finato destaca que os capacetes foram trazidos para sede da TWP, em Barueri (SP), e desmontados para avaliação. “O Josemar teve uma forte pancada na cabeça, passou por uma tomografia computadorizada em São Raimundo Nonato (PI), constatando que  nada de grave aconteceu. Ao desmontar o capacete dele, por exemplo, percebemos que o casco interno em EPS absorveu muito bem o impacto em alta velocidade e a proteção foi atendida”, explica.

Produzido em composto de carbono, o MX-917 pesa 1,250gr mas ainda não está disponível no mercado brasileiro. A intenção da SHIRO Brasil é que no primeiro semestre de 2019 o modelo esteja à venda nas cinco regiões do país, tanto em lojas físicas quanto online, como também por meio de televendas. “Acreditamos que estamos no caminho certo e que a seriedade e qualidade da marca foram comprovadas durante o Rally dos Sertões. Este modelo especificamente é usado na Europa para Cross, Enduro e Rally e, em breve, esse produto também estará disponível de Norte a Sul do país”, finaliza o executivo.

SHIRO Brasil - Representada pela TWP, a SHIRO Brasil, nasceu a partir de uma conversa informal entre dois amigos apaixonados por motos e off-road. A intenção era oferecer um produto de design inovador e de qualidade, foi então que decidiram trazer a marca espanhola de capacetes SHIRO Helmets para o mercado nacional. A empresa foi constituída em fevereiro de 2017, mas apresentada ao mercado em novembro do mesmo ano, durante o Salão de Duas Rodas. Aliou-se a experiência de Marcos Finato em gerir grandes negócios, aos 20 anos de Théo Lopes no mercado de duas rodas e a vasta expertise de Luciana Barreto no setor de Relações Internacionais, também no segmento. A SHIRO Helmets foi fundada há 25 anos por Antonio Tomás, na região de Múrcia, na Espanha, a marca está presente em mais de 70 países.

Depoimentos de alguns pilotos sobre o capacete MX-0917, após o Rally dos Sertões:

Tiago Fantozzi #30 - “O capacete é muito bom, estou bem feliz, veste bem e é leve. Já me conquistou logo de cara pelo visual agressivo e o grafismo bonito. Quanto a isso, estive muito bem servido no rali.”

Elias Folly #33 - “O capacete da SHIRO é top, além de ter me salvado durante uma queda, tem grandes diferenciais: é leve, não fica jogando o pescoço para trás e sua aerodinâmica é muito boa.”

Luiz Fernando Nutti #37 – “É muito compacto, leve, não senti desconforto algum, nem parecia que estava com capacete. Nunca usei um tão leve que vestiu tão bem na minha cabeça, muito gostoso de usar.”

André Cheron #32 - “O capacete da SHIRO é show. Só o fato de ser bem mais leve e não ficar puxando nosso pescoço para trás, com o vento, já é incrível.”

Neto Malassise #59 – “Teve uma excelente performance, baixo nível de ruído, pala e ventilação excelentes. É muito leve, tanto que ao final das Especiais (trecho cronometrado) não senti incômodo. Muito diferente de outra marca que usava e sentia dores no pescoço. O capacete é show de bola!”

Andrés Marcondes #42 – “Além de ser mais leve, tem uma aba em cima vazada, ótima para quem está em velocidade, pois ele não faz igual aos capacetes tradicionais que, com o vento forte, acabam forçando a nossa cabeça para cima. Este é um grande diferencial da SHIRO com certeza, muito mais conforto.” 

Dimas Barreira #52 - “É super top. Não balança na cabeça. De todos que eu já tive é disparado o melhor capacete de Cross. Cai e meti a cara no chão e o capacete segurou a onda.”

Assessoria de Imprensa SHIRO Brasil
MSuzuki Comunicação
Mércia Suzuki (11 99705-7720 /mercia.suzuki11@gmail.com.br)
Deborah Ferreira (11 97252-2360 / deborahritaferreira@gmail.com)
www.msuzukicom.com.br

  • Folly melhor resultado do time: 3º Production Aberta e 6º na geral
    (Vinícius Ferraz/Fotop)

  • Pilotos com o sócio (azul) da Shiro: Ferro, Folly, Malassise, Finato e Nutti
    (Vinícius Ferraz/Fotop)

  • Cheron: 5o na Marathon aprovou a leveza do capacete
    (Divulgação)

  • Fantozzi fechou em 3o na Self e 5o na Super Production
    (Marcelo Machado/Fotop)

  • Marcondes vinha de destacando na classificação até sofrer o acidente
    (Marcelo Machado/Fotop)

  • Ferro: queda e forte pancada na cabeça mas nada de grave aconteceu ao piloto
    (Doni Castilho/DFotos)

  • "Cai e meti a cara no chão e o capacete segurou a onda", afirma Barreira
    (Vinícius Ferraz/Fotop)

Leia também...